RSS

Célula – Microcosmo

06 abr

A vida surgiu na Terra há cerca de 3800 milhões de anos. Os compostos inorgânicos e orgânicos reagiram entre si lentamente ao longo dos tempos, até que surgiu a primeira forma de vida, a célula.
A célula consegue transformar a matéria-prima, de modo a obter uma forma de energia utilizável nos trabalhos celulares. Sintetiza as suas próprias moléculas, cresce de forma organizada, responde a estímulos exteriores e reproduz-se.
A célula é a unidade morfológica e funcional dos seres vivos, ou seja, é a unidade básica da vida. Possui todas as estruturas e constituintes moleculares, para o funcionamento de mecanismos próprios de auto-conservação, auto-regulação e auto-reprodução.

Célula – Unidade fundamental da constituição, do funcionamento e da reprodução dos seres vivos, capaz de se reproduzir independentemente. A célula é a unidade básica da vida, comum a todos os seres vivos. Figura A; Figura B
É basicamente constituída por membrana, citoplasma e núcleo, apresentando forma, dimensão e conteúdos diversos, consoante os tecidos e a espécie de que faz parte.

As moléculas orgânicas são substâncias que possuem em sua constituição átomos do elemento químico Carbono, assim, o carbono é a base de toda a vida existente na Terra! É um fato muito interessante, nos remetendo a uma ancestralidade comum entre todos os seres vivos (mais um argumento que corrobora a teoria de que todos os seres vivos descendem de um mesmo ser vivo).

As moléculas orgânicas que mais necessitamos são divididas em três “classes”, os carboidratos, os lipídios e as proteínas. Essas três moléculas podem ser consideradas como polímeros construídas por monômeros. Mais pra frente entenderemos melhor essas substâncias.

Agora vamos ao que interessa, em nossas aulas recebemos um monte de nomes complicados e de figuras estranhas e difíceis de entender, mas fiquem calmos (hehe), não é tão complicado como aparenta ser. Vamos agora adentrar a célula e desmiuçar cada parte da célula.

A primeira estrutura a ser analisada é a membrana plasmática, ela tem função de compartimentalizar a célula, selecionando o que entra e sai, nela, existem estruturas que desempenham essa função de seleção como proteínas transmembrânicas e superficiais.

Membrana plasmática, as bolinhas azuis são as cabeças de fósforos (hidrofílico) e as caldinhas de lipídios (hidrofóbico), há também as proteínas transmembrânicas.

Há dois tipos de substância que atravessam a membrana plasmática: as hidrossolúveis e as lipossolúveis.

As substâncias hidrossolúveis chegam ao interior das células somente após atravessarem os poros contidos nas proteínas transportadoras. Contudo, este transporte somente ocorrerá se estas substâncias forem menor do que o tamanho do poro desta proteína.

No caso das substâncias lipossolúveis, estas atravessam a membrana plasmática bem mais facilmente, pois a maior parte da membrana plasmática é formada por lipídeo. Aqui, as substâncias não necessitam ser pequenas, necessariamente, para chegarem ao interior da célula.

Curiosidade: As substâncias hidrossolúveis que atravessam a membrana plasmática são: água (H2O), oxigênio (O2), gás carbônico (CO2), uréia, vitamina C, glicose, ácido salicílico, ácido láctico, proteínas pequenas (menores que o tamanho dos poros das proteínas transportadoras), aminoácidos e sais minerais.

Pra ficar mais fácil de entender vejam o vídeo:

 
1 comentário

Publicado por em 6 de abril de 2011 em 8º ano, Citologia

 

Tags: , , , ,

Uma resposta para “Célula – Microcosmo

  1. Rogério

    10 de abril de 2011 at 17:48

    Adogo Biologia

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s